Blog

Acompanhe muito mais da Radiograf em nosso blog

Todos nós temos placa bacteriana, uma vez que as bactérias estão sempre presentes em nossa boca. Entretanto, a sua remoção é necessária para evitar que inúmeras doenças bucais ocorram.

As bactérias se aproveitam dos nutrientes presentes nos restos de alimentos que ficam acumulados em nossa boca e também da própria saliva, ou seja, trata-se de um ambiente propício para a proliferação desses males.

Confira o que é e como evitar!

As radiografias são exames ou como dizemos, projeções bidimensionais de estruturas tridimensionais. É extremamente importante o conhecimento da anatomia normal das estruturas e como elas se apresentam na imagem radiográfica. Para depois, conseguirmos identificar uma estrutura anormal, que pode ser uma variação da normalidade ou uma doença já instalada por exemplo.

Continue a leitura e aprenda um pouco mais sobre a importância da interpretação das imagens radiográficas!

Esse processo consiste no uso de pequenas peças, confeccionadas em porcelana, para revestir os dentes, tornando-os mais bonitos e harmônicos.

Desse modo, é indicado para a correção de manchas, fechamento de diastemas (espaço entre os dentes), recuperação de dentes quebrados, alterações de coloração, mudança de formato etc.

Para que você saiba um pouco mais sobre o assunto, neste post, vamos falar sobre os benefícios das facetas de porcelana e as etapas para colocá-las. Continue com a gente e confira!

As radiografias intra-orais leva este nome justamente pela maneira em que o exame é feito. O filme/sensor radiográfico é inserido dentro da cavidade bucal do paciente, na região em que se deseja avaliar. Essas radiografias têm a finalidade de auxiliar o diagnóstico e consequentemente contribuir para o tratamento do paciente, já que é feito de forma mais detalhada. É importante lembrar que este exame deve ser correlacionado com outros exames clínicos.

Vamos falar sobre os tipos de radiografias intra-orais e quais são as indicações de cada uma delas. Confira!

Algumas informações contraditórias sobre implante dentário podem gerar questionamentos com respostas incompletas ou inconclusivas por parte dos não profissionais, assim como em qualquer outro tratamento. No entanto, o método pode melhorar bastante a estética facial, como pode também devolver a mastigação às pessoas que perderam um ou mais dentes.

Por isso, é tão importante buscar informações corretas sobre o procedimento. Se você deseja aprender mais sobre implantes dentários, confira!

Um diagnóstico preciso é vital para a boa definição de um tratamento, seja em que área da saúde for. De fato, na odontologia, sabe-se que um dente é muito mais do que aquilo que se vê a olho nu. E, muitas vezes, apenas um exame clínico não é suficiente para coletar todas as informações necessárias sobre a situação do paciente.

Confira abaixo a importância do raio-X!

Uma das maiores preocupações de quem precisa fazer um implante dentário é sobre a possibilidade de rejeição dele. Afinal, nesse caso, todo o tratamento seria perdido e a pessoa teria que refazer a cirurgia.

Para esclarecer esse ponto que gera tanta insegurança, preparamos este post para explicar se o organismo realmente pode rejeitar o implante. Continue a leitura e aprenda um pouco mais sobre esse procedimento que ajuda a fazer a reabilitação oral, contribuindo de maneira funcional e esteticamente.

A maioria das pessoas está preocupada com a beleza dos dentes. Mas para esbanjar um sorriso harmônico nas fotos e na vida real, é necessário seguir hábitos de higiene, ter atitudes preventivas e tratar os eventuais problemas odontológicos.

Para tanto, o primeiro passo, geralmente, consiste em providenciar a documentação ortodôntica solicitada na consulta com o especialista, o que levará a um tratamento de acordo com a necessidade e expectativa do paciente.

Conheça a importância da documentação ortodôntica, do que se trata, como ela é feita e para que serve. Confira!