O estreitamento do palato é uma condição bastante comum que afeta cerca de 20% da população em geral. Pessoas que apresentam o céu da boca estreito acabam desenvolvendo outros problemas, como mordida cruzada e dentes apinhados. Esses  aspectos levam ao comprometimento não só da estética, mas também da função mastigatória e da fala do paciente.

Na intenção de aprimorar o tratamento e solucionar o problema da falta de espaço para os dentes, foi desenvolvido o chamado aparelho expansor.

Neste post, vamos explicar um pouco mais sobre esse tipo de aparelho, para quem é indicado e quais os seus benefícios. Por fim, indicaremos alguns cuidados que você deve ter com ele. Quer tirar todas as suas dúvidas sobre o assunto? Então acompanhe a leitura.

Ortodontistas têm se preocupado cada vez mais em saber se um paciente que apresenta algum comprometimento esquelético, de fato, pode passar por procedimentos ortodônticos. Nesse caso, saber qual é a idade óssea dele é fundamental. Ou seja, identificar qual é o estágio maturacional do paciente.

Quando um profissional de saúde descobre a idade óssea de uma pessoa, isso significa que ele passa a conhecer seu grau de maturação dos ossos. Com a posse desses dados, é possível tomar decisões quanto a diversos procedimentos, já que se entende a previsão de quanto tempo ainda restará para que o paciente atinja o maior nível de maturidade óssea.

Quem acredita que a maturação esquelética (processo de desenvolvimento dos ossos) é igual à idade cronológica (anos de vida) está bem enganado. Essas duas instâncias podem ser diferentes, apontando às vezes para um perigo.

O desenvolvimento do ser humano pode ser complexo e apresentar desafios reais. Se você quer entender mais sobre o assunto, continue acompanhando este conteúdo!

Quando falamos em ortodontia é comum pensar nos dentes apinhados e muito desalinhados, que demonstram com clareza a necessidade do uso do aparelho ortodôntico para corrigi-los.

Mas a ortodontia é uma especialidade que cuida também da prevenção de problemas ortodônticos e dos ossos maxilares, identificando disfunções e intervindo o quanto antes para reduzir complicações.

Com atenção especial ao crescimento e desenvolvimento da face, é também a ortodontia que zela pela oclusão e perfeito alinhamento dos dentes da arcada superior e inferior, garantindo a funcionalidade e a estética do sorriso.

Diferentes demandas ortodônticas terão abordagens específicas, por isso, a área se subdivide em três: preventiva, interceptativa e corretiva ou tradicional. Cada uma dessas especialidades tem o objetivo de garantir uma atenção especializada na prevenção, interceptação e tratamento de acordo com o perfil e idade do paciente.

No nosso post de hoje, vamos falar sobre os tipos de ortodontia. Vamos explicar as características de cada um, quando são indicados e as abordagens de tratamento mais utilizadas em cada tipo. Boa leitura!

A radiografia panorâmica é um dos exames de imagem mais solicitados pelos dentistas. Ela é recomendada para identificar diversos tipos de problemas na boca e na arcada dentária.

Também é bastante comum que a radiografia panorâmica seja realizada quando o paciente vai dar início ao uso de aparelho odontológico. Isso porque ela dá uma visão ampla dos problemas que devem ser resolvidos durante o tratamento.

No post de hoje vamos esclarecer algumas dúvidas que pacientes e profissionais podem ter sobre a radiografia panorâmica. Continue a leitura e confira!

Radiografias odontológicas são importantes para complementarem o diagnóstico. Porém, esses exames radiográficos convencionais são limitados a uma visualização bidimensional (altura x largura), sem informações de profundidade. As informações essenciais da anatomia tridimensional dos dentes e estruturas adjacentes são obscurecidas ou sobrepostas mesmo com as melhores técnicas executadas, sendo que distorções e sobreposição das estruturas dentárias são inevitáveis.

A grande vantagem da tomografia computadorizada de feixe cônico (TCFC, também conhecida como tomografia odontológica tomografia cone beam) está na precisão geométrica tridimensional que proporciona. Por exemplo, a possibilidade da visualização das raízes dos dentes posteriores superiores e seus tecidos periapicais nos três planos ortogonais, ou mesmo de forma obliqua, sem sobreposição do osso zigomático, do osso alveolar e das raízes adjacentes e na identificação de forames nasopalatinos ampliados, de canais radiculares, de pequenas lesões periapicais que radiograficamente não são visíveis e na avaliação de reabsorções ósseas. Para avaliação de casos que exigem detalhes, como os casos clínicos de Endodontia, queremos o maior grau de detalhamento possível. Entretanto, muitos são os fatores que podem influenciar na qualidade da imagem final. Dentre eles, podemos destacar:

A sustentabilidade está relacionada à preservação e recuperação do meio ambiente, através de técnicas e práticas que podem reduzir ou até mesmo reverter o cenário da degradação. A película de raio-X (também conhecida como chapa) utilizada para realizar as radiografias é feita de acetato, um tipo de plástico fino, que leva 100 anos ou mais para se decompor na natureza, além das substâncias químicas necessárias para o tratamento da imagem.

Por conta disso a Radiologia Digital é a alternativa perfeita, além de reduzir a produção e descarte de resíduos poluentes, também reduz a agressão ao meio ambiente.

Os exames digitais não só são sustentáveis, como também trazem benefícios para a clínica e para o paciente.

O dia 31 de maio é considerado o Dia Mundial de Combate ao Fumo. A data foi criada em 1987 pela Organização Mundial da Saúde (OMS) para alertar sobre as doenças e mortes evitáveis relacionadas ao tabagismo.

No Brasil, são várias as iniciativas que visam desencorajar o hábito de fumar, como a proibição de veicular campanhas publicitárias nos meios de comunicação e os avisos a respeito dos prejuízos que o cigarro traz à saúde presentes nas embalagens, como câncer pulmonar e impotência sexual.

Em se tratando de saúde bucal, os cigarros também atrapalham bastante quem deseja ter dentes saudáveis e bonitos. No post de hoje, falaremos um pouco sobre os malefícios do uso do cigarro para o sorriso.